segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Mestrando Aventuras Prontas

Aventuras Prontas podem ser uma mão na roda para o Mestre atarefado (ou mesmo para aqueles que querem dar uma variada no estilo de aventuras que eles mestram). Por aqui elas não são, ainda, tão populares (até porque não existem tantas assim no nosso idioma e as editoras não tem tradição em produzi-las), mas lá fora existe toda uma cultura por trás delas que cria meio que uma experiência coletiva entre os jogadores.

No entanto, apesar de boa parte do trabalho nelas já esteja feito para você (os mapas, os lugares, as situações, os NPCs), é inegável que os Mestre ainda terá algum trabalho a fazer, adaptando os ganchos as situações e alguns NPCs para melhor se encaixar na campanha que está mestrando. Além disso, obviamente, você ainda vai ter que se lembrar da aventura em si, dos lugares, dos acontecimentos, e tudo mais. Parece fácil, mas mestrar uma Aventura Pronta com sucesso dá trabalho. Pensando nisso e repassando um pouco da minha experiência nessas tentativas, escrevi essa postagem com algumas dicas de modo a deixar o jogo mais fluído e até mais flexível, mesmo com uma Aventura Pronta!

domingo, 21 de setembro de 2014

Minha melhor compra de RPG usado - #RPGaDay

Acho que todo mundo já deve ter percebido que eu gosto de umas velharias. Desde que voltei a jogar depois de um hiato de 4 anos em 2009, cada vez mais me interesso pelos jogos antigos, primeiros RPGs e os produtos da saudosa TSR, principalmente na década de 70 e 80, onde tudo ainda era novidade e muita coisas estava sendo experimentada ainda. Sendo assim, é natural que eu acabe comprando muito material usado.

E comprar jogo usado, antigo e bem conservado pode ser bastante caro, né? Primeiro porque é bem difícil de achar esses livros a venda, segundo porque, quase sempre, você só acha lá fora e o frete anda bem salgado para enviar para cá, e terceiro porque as pessoas sabem o valor que esses jogos tem e costumam cobrar apropriadamente. Mas existe um lugar que você pode conseguir algumas belezinhas por preços convidativos, se você tiver sorte: eBay. O eBay é como o mercado livre, um lugar onde as pessoas podem anunciar produtos novos ou usados, tanto como leilão como em preço fixo (ou uma mistura dos dois).

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Piratas nos RPGs! - Especial "Dia de Falar como um Pirata"

Yarrr, seus cães sarnentos! Larguem essas garrafas de rum e prestem atenção! Hoje é o Dia de Falar como um Pirata e o blog Pontos de Experiência preparou uma postagem especialmente para falar sobre alguns jogos que funcionam muito bem para campanhas e aventuras envolvendo essas pragas dos mares!

Na maioria dos jogos, os jogadores costumam interpretar os mocinhos, bonzinhos e perfeitos que lutam contra o mal e blá, blá, blá, o que os coloca, costumeiramente, contra os piratas. Hoje, no entanto, vamos falar de jogos em que você pode jogar com o outro lado (não necessariamente sendo a pior raça de piratas possível, afinal, alguns deles tem um código de honra). Obviamente, com um bom mestre e um grupo criativo, qualquer RPG pode ser usado para uma campanha com piratas, mas tem alguns jogos que funcionam especialmente bem para isso e já preveem esse tipo de jogo em seu sistema/cenário. Abaixo cito 5 sistemas apropriados para o tema e depois 5 ganchos de aventuras que podem ser usadas com qualquer um deles!

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Resenha - Tsuro of the Seas - Navegando em Mares Tumultuados... Por DRAGÕES!

Imagine-se dentre de uma embarcação frágil em meio de um mar revolto, com ondas gigantes, redemoinhos e... DRAGÕES que querem comer você e sua tripulação ainda vivos! Pois é, no jogo de tabuleiro "Tsuro of the Seas" você pode viver essa emoção e disputar com seus amigos quem vai ser o último sobrevivente nessa aventura.

Derivado do jogo original, "Tsuro" onde os jogadores assumiam o papel de dragões que voavam pelo céu disputando uma supremacia, o "Tsuro of the Seas" traz algumas novidades que, ao meu ver, tornam o jogo ainda mais interessante e divertido.

A base do jogo é a mesma: Os jogadores tem a frente deles um tabuleiro quadriculado onde devem posicionar suas embarcações para irem criando caminhos "aleatórios" com os "tiles" que recebem e compram a cada tudo. O objetivo é se manter dentro do tabuleiro e não colidir com outros barcos. No início isso é fácil mas, a medida que o tempo passa, os caminhos possíveis se reduzem e um movimento em falso pode te mandar para fora ou em direção a outro barco.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

RPG Licenciado Favorito - #RPGaDay

Vamos lá, está quase acabando as postagens temáticas do Blog Fest #RPGaDay. Hoje o assunto é "Meu RPG Licenciado Favorito". Explicando melhor, um RPG licenciado é aquele que pega uma franquia famosa (às vezes nem tanto) e a transforma em um jogo de criar e vivenciar histórias. Como exemplos nós temos os vários RPGs do universo Star Wars, os RPGs dos heróis da Marvel, os RPGs do mundo do Senhor dos Anéis e por aí vai.

Eu admito que não costumo curtir tanto esses jogos, pois costumo preferir jogar dentro de um universo próprio, criado na mesa de jogo, onde todo mundo vai criando e descobrindo o cenário aos poucos. Porém, recentemente, vários desses jogos foram lançados e alguns deles são muito bons e trazem uma abordagem mais solta desses universos. Temos um jogo novo para o Star Wars, Firefly, Terra-Média, Marvel e outros. E gente, todos eles muito bons! Dá vontade de falar sobre todos!

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Lidando com Novos Jogadores

Os Padawans do RPG
Uma coisa que todo mundo (assim eu espero) está atrás é de novos jogadores, seja porque queremos jogar mais e não temos jogadores suficientes ou mesmo porque queremos atrair novos praticantes para o nosso amado hobby. Mas atrair e manter esses jogadores em uma mesa pode ser algo bem mais trabalhoso que a gente imagina.

Pensando nisso, tentei pensar em alguma dicas para ajudar Mestres e outros jogadores a torna a experiência desses iniciantes mais agradável, aumentando a probabilidade dos mesmos voltarem a jogar e continuar na campanha. São dicas aparentemente bastante simples mas que se esquecidas por alguém do grupo pode deixar essas novas pessoas desconfortáveis e isso não pode acontecer. Afinal, a primeira impressão é a que fica, né?

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Um jogo que ainda jogarei daqui a 20 anos - #RPGaDay

Com o mundo globalizado que temos hoje e com a possibilidade de ler livros em outras línguas sem muitas dificuldades, é fácil nos vermos soterrados e enfeitiçados pelas enxurradas de novidades que aparecem a cada dia. Todo dia que eu abro o RPGNow para ver as novidades eu me reparo com, pelo menos, um jogo novo e, muitas vezes, me vejo interessado em testar essas novidades.

Mas o quanto dessa nova geração de jogos a gente joga pelo prazer da novidade e quanto disso são jogos realmente inesquecíveis e marcantes que continuaremos a jogar por mais 20 anos? Sinceramente, eu não faço ideia. Mas eu gosto de pensar que a imensa maioria dos jogos que eu jogo constantemente eu ainda vou querer jogar daqui a 20 anos. Aliás, algo que me passa pela cabeça agora que estou com 30 anos é: Será que eu vou querer jogar esse jogo com o meu filho ou filha? Será que esse pode ser um RPG que ele ou ela vai conseguir mestrar e jogar sozinho?